739 cade você? – Fala Realenguense

Coluna FALA REALENGUENSE

Sou professora, artesã, nascida e criada em Realengo. Vejo as dificuldades deste lugar durante quase toda a minha vida!

Um dos grandes sofrimentos vividos aqui é a situação dos transportes… Moro no Batam, estudo na Simonsen e não existe uma condução para ir até lá! Vou até o Centro do Rio numa condução só, porém, para ir para Padre Miguel, são duas! Ou então, caminhar bastante… Mas nem preciso ir “muito” longe: sou consumidora de uma loja de artesanato que fica bem próxima da praça de Realengo e também preciso fazer caminhadas para chegar até lá, ou seja, de Realengo até o “outro” lado de Realengo. Dependo de kombis que vivem lotadas e, quem tem RioCard, não pode fazer uso pois as mesmas não aceitam esta modalidade de pagamento. E as crianças que estudam na Nicarágua? Bem, as mães colocam os filhos em escolas públicas e pagam transporte particular para que seus filhos possam estudar. Eu acho um absurdo! Ah, e os idosos? Esquece, esquecidos totalmente!

739 micro onibus

Existe também a dificuldade para ir até Marechal Hermes, ou até mesmo a escola Rosa da Fonseca. É a mesma situação. Tanto faz, 739 ou 820, não dão lucro, não é mesmo?

 A prioridade não é bem estar público e sim o lucro. Solução: ou pagar o que já relatei, transporte ruim de kombis, ir para a escola de carro particular e pago ou, mudar de bairro…

739 no coletivo micro onibus

O tempo não me permite falar mais, porém temos também uma deficiência em lazer, comércio, escola…

Deixo aqui um abraço esperançoso de alguém que gosta muito de viver neste bairro e que crê nas mudanças.

Cynthia Pessoa

Cynthia Pessoa

Moradora do lado Norte

Tags , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Realengo em Pauta

Um Jornal totalmente dedicado ao bairro de Realengo. Informando e dando espaço em suas paginas, para que seus moradores expressem suas opniões, encaminhem sugestões e abre espaço para que comerciantes e empresários divulguem seus produtos ou serviços e com isso alavancar o progresso do bairro, gerando emprego aos seus moradores e melhoria de renda.

2 respostas para 739 cade você? – Fala Realenguense

  1. Marcio São Luiz de Santana diz:

    Morei neste bairro, e a 25 anos me mudei, mais tenho queridos irmãos e amigos vivendo e marando aí, vejo que as reivindicações não mudaram, apesar da pacificação o deslocamento ainda é difícil. Torço por melhoras e que haja atenção pelo descrito acima.

  2. Compartilho da opnião de Cinthya Pessoa, pois moro do outro lado da Av. Brasil, na Comunidade do Fumacê em frente ao Batan e também usamos essa linha 739, pois ela é comum para os dois bairros e a única; seja kombi ou o ônibus. Sou moradora há 38 anos e como não temos Banco 24 hs, e nem Lotérica ou qualquer Banco, todo o serviço bancário de que precisamos é feito no centro de Realengo. Aí você vê todo dia dezenas de idosos caminhando no sol quente ou na chuva pra poder ir para o outro lado de Realengo, e antes essa linha cobria os dois bairros muito bem e tinha outro itinerário que não entrava nas comunidades mas passava em pontos importantes que satisfaziam à todos. Espero que resolvam esse problema da melhor forma possível, pois estamos cansados de tanta omissão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *