Aos seis anos, campus Realengo celebra trajetória e planeja novos horizontes.

Comemoração reuniu novos e antigos servidores e alunos do primeiro campus da Rede Federal voltado à área da Saúde no país
DSCN1925

Uma pequena equipe de servidores, que cabia em uma única sala de aula, deixava as instalações provisórias no campus Nilópolis em direção a uma área de 22 mil metros quadrados, a cerca de 1 km da estação de trem de Realengo, na Zona Oeste do Rio. Era o segundo semestre de 2009. Começava ali a história do primeiro campus da Rede Federal do país voltado para a área da saúde.

Seis anos depois, o campus Realengo atende atualmente a 610 alunos, em três cursos de graduação. São noventa vagas semestrais em Farmácia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. A instituição recebe hoje estudantes da própria região e de outros municípios do Rio de Janeiro, além de alunos de estados como Pernambuco e Bahia.

DSCN1890 DSCN1908 DSCN1915

A celebração desses mais de dois mil dias de vida do campus Realengo aconteceu nesta quinta-feira, 5, em um dos pátios da unidade. Reunidos próximos ao chichá – a imponente árvore símbolo do campus –, professores, alunos, técnicos administrativos e profissionais terceirizados fizeram um encontro para comemorar o que já foi feito e assumir o compromisso de continuar a oferecer a educação pública e de qualidade pela qual a comunidade da Zona Oeste lutou por décadas.

O reitor do IFRJ, Paulo Assis, participou da cerimônia e lembrou a primeira vez que visitou o campus, em 2009, quando caminhões de terraplanagem ainda começavam a dar forma à extensa área verde da unidade. Para o reitor, a interação do campus com a comunidade foi sempre uma das principais marcas da instituição. “A formação acontece de forma integrada, procurando sempre atender à comunidade, porque há uma associação muito grande com política de serviço público de saúde”, destacou o reitor. Um dos símbolos dessa interação é a Clínica Escola que funciona nas instalações do campus. Em funcionamento desde julho de 2014, a unidade recebe a comunidade do entorno para atendimento fisioterapêutico e de terapia ocupacional, além de ser, muitas vezes, a primeira experiência profissional de estagiários do próprio campus.

GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA
Desafios já estão postos para os próximos anos

Os três cursos de graduação do campus já são reconhecidos e avaliados pelo MEC com o conceito 4, em uma escala que vai até 5. Para o pró-reitor de Graduação, Hudson Silva, esses números são consequência de todo um conjunto de trabalhos que começou ainda em 2009. “Isso é resultado de um bom projeto pedagógico, conectado com a realidade e com a demanda social, e de todo o trabalho na construção de uma estrutura e da própria formação dos estudantes”, comenta o pró-reitor.

Além do que já é realidade, outros desafios traçados começam a assumir contornos mais definidos. Este ano, o campus Realengo começa a atuar como pólo de Educação a Distância, com o curso técnico de Agente Comunitário em Saúde. A ampliação da infraestrutura é outra demanda para os próximos anos. Auditório, quadra de esportes e um prédio para sala com professores estão em pauta nos projetos da direção do campus.

O principal desafio, contudo, é a concretização do primeiro curso técnico da unidade. O campus já conta com a expectativa de oferecer, em breve, a formação profissional de nível médio em Análises Clínicas, cuja articulação, feita em parceria com o colégio Pedro II, começou ainda em 2013.

Para a diretora do campus, Sandra Viana, o momento é de celebrar a trajetória dos seis anos de existência da unidade e de redobrar o ânimo para desenhar o horizonte do campus nos próximos anos. “Nós estamos desde 2009 construindo este campus, com o compromisso de oferecer uma educação pública e de qualidade nesse lugar”, comentou a diretora. “Hoje é o dia de comemorar o que nós já fizemos e realizamos, mas com o compromisso de que a luta não para por aqui”, frisou.

Fonte: www.ifrj.edu.br.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Realengo em Pauta

Um Jornal totalmente dedicado ao bairro de Realengo. Informando e dando espaço em suas paginas, para que seus moradores expressem suas opniões, encaminhem sugestões e abre espaço para que comerciantes e empresários divulguem seus produtos ou serviços e com isso alavancar o progresso do bairro, gerando emprego aos seus moradores e melhoria de renda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *