Mc.Magalhães: Ícone da Cultura Funk Carioca.

Mc.Magalhães e Marcelo Gularte que dirigiu o documentário. foto Cleber de Jesus

Ícone da Cultura Funk Carioca

Marcelo Gularte, morador de Realengo, cineasta que dirigiu o premiado curta “Bangu Território em Transição”. Fez dia 1° de maio a pré-estreia, na sede do Bangu Atlético Club, do seu mais novo documentário, também um curta, “Mc Magalhães uma Lenda

Viva do Funk”. O filme conta um pouco da história desta pessoa emblemática da cultura funk que é conhecida em toda a cidade do Rio de Janeiro, sobretudo na Zona Oeste.

 

O diretor, habilmente alterna imagens do protagonista em diferentes locais da cidade do Rio, com depoimentos de Marcus Faustini, Chiquinho do Pandeiro, DJ Marcelo André, MC Leonardo, Clécio Régis, Mc Marcinho entre outras pessoas que conhecem e admiram o trabalho de Magalhães, além de sua mãe, D. Vera. As imagens do MC corroboram os adjetivos que os depoentes atribuem a ele: alegria contagiante, simplicidade, pureza, humildade e garra e afirmam a importância que ele tem para a cultura popular carioca. Gularte aborda ainda, a querela judicial com a Furacão 2000, que teria se aproveitado da simplicidade e pureza do Magá.

 

 

O “Rap do Trabalhador” tornou Magalhães conhecido em todo o Brasil, e é sua composição de maior relevância e reconhecimento. Esta música fez muito sucesso na década de 90 e inseriu Magalhães no cenário do funk, com o seu jeito crítico e peculiar de compor. A música trás uma crítica política a maneira como a prefeitura, sob a administração do então prefeito, César Maia, reprimia os vendedores ambulantes na cidade e fala do cotidiano do MC.


Rap do Trabalhador – autoria de Mc. Magalhães

 

 

Tchurunanublaze............Maroulive
Tchurunanuglanver.........Maroulevre
Vendo Chokito-ô............Marouglive
Tira o Pali-blazer............Lalalalá
Vendo bala....................eu Trabalho
Vendo Chokito-ô............Magalhanze
Trabalhador-ô.................quele Rap
Euuueuderado................temarada
Vende Bombom-ô..........Magalhanze
Considerado-ô................qualquer parada
Compro barulho-ô...........Magalhanze
Trabalhador-ô..................vendo bala
Tomaram minha caixa.....de bombom-ô
Do serenata....................de amor-ô
Aquele Rap.....................eu trabalho
Considerado-ô.................patabalho
Vou pro Coleginho-ô.........César Maia
Quebrou a firma...............César Maia
Todo mundo duro-ô.........Magalhanze
"Agora dança do Magalhães vai lá
ôôôô.......Magalhanze"
É quatofunke..................Maroulive
Tchurunanublaze............Marioklunfer
Cato garrafa....................No Mackenzie
É Magalhanze................Magalhanze
Você trabalha..................Vende Chokito
Tchurunanublaze.............Maroulive
Tchurunaluglanve.............lalalalá
Considerado-ô.................me pegaro-ô
Tomaram minha caixa......de bombom-ô
Serenata de amor-ôôô......Magalhanze
A Verdade.......................a verdade
Mando nas mulheres........eu que mando
É eu que mando...............Magalhanze
Você que é o cara............Magalhanze

 

Amigos do Magalhães na pré-estréia em Bangu. Foto Fernando Machado

Ignorando preconceitos gramaticistas, concordo com Marcus Faustini quando diz que existe sofisticação em sua composição e ele parece flertar com a poesia concreta, ainda que nem ele mesmo saiba disso.

Magalhães e sua mãe Dona Vera.(momento família.) foto cedida pelo blog Pró-Realengo

Magá assistindo atentamente o documentário sobre ele. foto cedida pelo blog Pró-Realengo

O talentoso artista multimídia Marcelo Gularte, mais uma vez ratifica seu compromisso com suas raízes e volta seus olhos aguçados, para a zona oeste. Esta região da cidade que é extremamente esquecida por projetos culturais enquadrados ou não em editais públicos ou leis de incentivo a cultura. E tem uma carência enorme de espaços culturais públicos.

 

 

 

O filme, por se tratar de um curta metragem tem sua limitação temporal, e quando estamos nos divertindo e apreciando conhecer um pouco da vida de Magá, abruptamente ele acaba nos deixando um “gostinho de quero mais”.


 

Por Armando Gamboa  / Produtor Cultural


Outras referencias a ele na Net. http://www.funkderaiz.com.br/2009/02/mc-magalhaes.html

No Blog pró-Realengo

http://www.pro-realengo.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=509:magalhaes-um-famoso-desconhecido&catid=49:dicas&Itemid=57

No Youtube

http://br.youtube.com/watch?v=mF45tgIkv7I

Olhem a montagem do “Rap do Trabalhador”

http://www.youtube.com/watch?v=iZ8f9PccIJY

Tags , , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Realengo em Pauta

Um Jornal totalmente dedicado ao bairro de Realengo. Informando e dando espaço em suas paginas, para que seus moradores expressem suas opniões, encaminhem sugestões e abre espaço para que comerciantes e empresários divulguem seus produtos ou serviços e com isso alavancar o progresso do bairro, gerando emprego aos seus moradores e melhoria de renda.

Uma resposta para Mc.Magalhães: Ícone da Cultura Funk Carioca.

  1. alan ortega alvarenga diz:

    maga vc merece todo susesso do mundo vc e pica um abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *